04/04/2011

GAUCHÃO'11: Se chegar nas quartas está bom


Claro que não estou falando de Gauchão, para mim o estadual nada mais é do que um teste para a grande copa, a Libertadores. Com essas atuações desde o início do ano é notável a impossibilidade de sermos campeões do continental e se ganharmos com o time no estado em que se encontra será uma extrema INJUSTIÇA.

Não há nenhuma semelhança entre o Grêmio'10 e o Grêmio'11, com atuações e resultados completamente distintos e um título que no final de 2010 parecia tão possível se tornou um terror para a nação tricolor. Prefiro imensamente cair na primeira fase da competição a ter que jogar umas quartas ou semifinal contra o Internacional e perder o GRE-NAL mais importante da história do clássico. A solução é simples, precisamos de alguém para o lugar do Jonas, sem isso é impossível querer estabilidade para o time.

No Gaúcho está tudo para nós. Estamos com a melhor colocação até o final garantida e ainda contamos com o desinteresse do Inter na competição.


Primeiro tempo

O Veranópolis foi jogar no Olímpico com um único objetivo, defender-se. Durante toda a partida em Porto Alegre somente o Grêmio buscava jogo, principalmente com a pressão inicial que os tricolores sempre buscam fazer.

Foto: Edu Andrade/Gazeta Press

O Imortal tentou, mas a defesa do pentacolor não dava mole. Pelo lado direito não se construía jogadas, principalmente porque Gabriel insistia incansavelmente jogar pelo meio, dominado pela defesa adversária. O outro lado o campo, entretanto, buscava jogo e ameaçava mais com Collaço e Lúcio.

Foto: Wesley Santos/Pressdigital/Divulgação
Aos 28 minutos o Grêmio conseguiu, finalmente, um lance contra o gol de Luiz Müller. Rodolfo mandou a bola contra o gol adversário para bola defesa do goleiro. Pouco depois Magrão tentou o arremate, mas a bola saiu pela direita.

Em uma das únicas conclusões do VEC, Alê quase marcou em uma cobrança de falta, em uma lambança dentro da área gremista em um primeiro tempo de dar sono e muita preocupação sobre a atuação do Tricolor que NÃO ESTA EVOLUINDO.


Segundo tempo

Na segunda etapa, logo aos 4 minutos de jogo, o Grêmio teve sua primeira boa chance com Douglas. O meia recebeu do prodígio Leandro e, na frente do gol, chutou para fora. Aos 12 minutos mais Leandro, dessa vez com gol. Rochemback chutou contra o gol do Veranópolis, a bola bateu na defesa e, na sobra, Leandro estufou a rede pentacolor. Grêmio 1x0 VEC.

Foto: Wesley Santos/Pressdigital/Divulgação

A motivação começou a voltar para os gremistas. Aos 16 minutos Douglas quase marcou um gol, o meia chutou e a bola bateu no jogador adversário saindo caprichosamente para a linha de fundo, se fosse mais forte tinha tirado tinta da trave.

Como só o Grêmio atacava, aos 24 minutos o goleiro do VEC começou a ficar nervoso e descontou agredindo Leandro (alegando ter levado um pisão que não ocorreu), sendo expulso. Com um a mais o Tricolor voltou ao ataque, depois de um tempo de paralisação, com Pessali. O garoto entrou na área e foi derrubado com um golpe digno de judô, penalidade máxima. Na cobrança de Borges o goleiro defendeu e, no rebote, gol do Imortal.

Foto: Wesley Santos/Pressdigital/Divulgação
No final da partida ainda teve tempo de mais gol, mas do Veranópolis. Em uma cobrança de falta de Renan o goleiro Victor tomou um frango "a la Clemer" e permitiu o gol de honra dos visitante. Sem dúvida uma das partidas mais chatas do campeonato.


FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 2 X 1 VERANÓPOLIS

Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS)
Data: 3 de abril de 2011, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco
Assistentes: José Franco Filho e Rafael Alves
Público: 12.047 pagantes
Renda: R$ 153.916,00
Cartões amarelos: Rafael Marques, Leandro (Grêmio); Sananduva, Naves (Veranópolis)
Cartão vermelho: Luiz Müller (Veranópolis)
Gols: GRÊMIO: Leandro, aos 12, e Borges, aos 38 minutos do segundo tempo; VERANÓPOLIS: Renan, aos 48 minutos do segundo tempo

GRÊMIO: Victor; Gabriel, Rafael Marques, Rodolfo e Bruno Collaço; Fábio Rochemback, Willian Magrão (Pessalli), Lúcio (Diego Clementino) e Douglas (Carlos Alberto); Leandro e Borges
Técnico: Renato Gaúcho

VERANÓPOLIS: Luiz Müller; Fininho, Anderson Bill, Juliano e Fred; Sananduva, Naves, Alê (Rodrigo Rocha) e Raulen; Luiz Carlos Bahia (Edinho) e Fábio Oliveira (Renan)
Técnico: Gilmar Dall Pozzo




Resultado/ Próximo jogo

Com a vitória garantimos a melhor colocação na tabela Geral do campeonato, decidindo em casa o título do Gauchão 2011 caso não vençamos a Taça Farroupilha. No Grupo 2 estamos com 12 pontos, na 2ª colocação, perdendo apenas no saldo de gols para o Cruzeiro, com 3 gols a mais.

Nossa próxima partida no Gauchão é contra o Santa Cruz, no estádio dos Plátanos em Santa Cruz do Sul. O jogo será dia 10 de abril, às 16h, domingo

Antes do estadual temos a penúltima rodada da segunda fase da Libertadores contra o Junior de Barranquilla. O jogo será dia 7 de abril, quinta-feira, às 19h15min no Olímpico. Em caso de vitória estamos garantidos na próxima fase e só precisamos torcer por uma derrota dos colombianos e uma vitória nossa na última rodada para ficar com o primeiro lugar do Grupo, se é que isso é bom.




Vídeo:








0 comentários:

Postar um comentário

Web Page Traffic Counters

Visitantes desde 26/11/2011