19/04/2011

HISTÓRIA: O dia em que o Imortal venceu a União Soviética

.


Foto do Grêmio na URSS
No ano de 1961 o Grêmio pisava na terra em que Hitler e Napoleão sentiram suas maiores derrotas. O "Continente de Gelo", não era a Antártida, se chamava União Soviética. A fama da potência comunista nos esportes era notável, tanto que na edição dos jogos Olímpicos do ano anterior havia conquistado 43 medalhas de ouro contra 34 dos Estados Unidos, na soma total foram 103 medalhas para a URSS e 71 para os EUA, segundo colocado. No futebol não seria diferente, a equipe Soviética teve nos anos 60 suas maiores glórias. Em 1960 o Exército Vermelho conquistou a Eurocopa, quatro anos depois um vice na mesma competição. No Mundial de 66 ficou com um injusto quarto lugar perdendo para a Alemanha Ocidental que foi vice-campeã da edição.

A União Soviética foi um grande time, o qual a atual Seleção Russa jamais conseguiu ser. Um dos motivos óbvios é que na Seleção da URSS se tinha atletas não só da Rússia, era a seleção das seleções, com atletas ucranianos, bielorrussos, tadjiques, estonianos e de outras várias "nacionalidades". Dentre os grandiosos jogadores do país se destacava imensamente o super goleiro Lev Yashin, que em praticamente todas as pesquisas das seleções de todos os tempos aparece como o melhor goleiro da história. Yashin, também conhecido por "Aranha Negra" (pois usava um uniforme totalmente preto), defendeu a Seleção Soviética por 16 anos e fez parte da grande maioria das conquistas do futebol nacional, da medalha de ouro nas Olimpíadas de 56 até o 4º Lugar no Mundial de 66. Mas a Seleção da URSS não era só o goleirão Lev Yashin, tinha também Valentin Ivanov, atacante artilheiro no Mundial do Chile em 1962 ao lado do grande Garrincha, Ygor Netto meia de maior qualidade que já jogara pela seleção do país e Viktor Ponedelnik atacante que marcou 20 gols em 29 jogos pela Seleção Vermelha.

O Grêmio também não era qualquer time. No meio tínhamos o grande Gessy que calou os argentinos em 59 e 60, com duas grandes vitórias, uma sobre a Seleção Argentina e outra sobre o Boca Juniors marcando 4 gols na partida; na zaga o maior zagueiro da história do Tricolor, Airton Pavilhão. Além de Vieira, Elton e Ênio Rodrigues.

Equipe gremista de 1962
Então o grande dia do embate fora 11 de junho de 1961, de um lado o Grêmio de Gessy, do outro uma das seleções mais temidas do mundo, com a maior muralha da história do futebol. O resultado foi uma honrosa derrota por 2X0 para os gremistas que ainda disputaram outros dois amistosos em Leningrado, nas vitórias por 4X1 sobre o Teyetz e 3X1 contra o Daugava.

O ótimo enfrentamento de 61 rendeu aos gremistas mais uma chance de enfrentar o "Exército Vermelho". O Imortal então chegara na URSS para seu primeiro amistoso contra a equipe do K.C.A. na cidade de Rostov (atual território russo) no dia 7 de maio de onde acabo empatando pelo placar de 1X1. Dois dias depois viajou para Moscou para o grande embate contra os Soviéticos, não resistindo e sofrendo uma forte derrota por 5X1. Em 12 de maio voltou a enfrentar os comunistas perdendo por 3X0.

Alcindo Martha de Freitas
A boa imagem passada em 1961 acabou manchada pelo placar agregado da derrota um ano depois, 8X1 demonstravam a superioridade daquela seleção perante o time gaúcho que possuía em seu elenco vários craques, mas não podia ser comparado a seleção de um país de proporções continentais como a União Soviética.

Para quem achava que seria isso, o Grêmio deu, mais uma vez em sua história, uma demonstração de sua IMORTALIDADE. Em 1965 o Tricolor recebia no estádio Olímpico a Seleção Soviética para seu quarto confronto. O retrospecto nos anos anteriores não tornavam a partida menos perigosa, na verdade a temida seleção gozava do fato de ter, no placar geral do confronto com o clube gaúcho, 10X1.

Apesar do placar elástico favorável aos comunistas os gremistas tinham uma estrela, Alcindo , o atacante entrou na partida, teve bela atuação diante dos comunistas e fez os dois gols do Imortal na muralha Yashin (pela grande atuação no jogo foi convidado para defender a Seleção Brasileira), marcando para sempre mais uma glória da nossa história.

2 comentários:

Muito legal cara... muito bom seu blog, um dos mais completos que ja vi

muitoooooo massa adorei a história. pena que o Grêmio não faz mais esse tipo de jogo.

Postar um comentário

Web Page Traffic Counters

Visitantes desde 26/11/2011