15/04/2011

LA'11: Um novo Peñarol




Não vou comentar esse jogo! Desde que iniciei as notícias sobre as partidas do Grêmio nunca me neguei ou deixei de postar sobre os confrontos do Tricolor, mas esse jogo simplesmente me deu muito nojo. Não tem o que se comentar, vou dizer o que? "O Grêmio começou melhor mas dos 20 minutos em diante parou", isso todos já sabem.

Críticas sempre vão existir, mas a verdade é que os gremistas estão muito, mas muito burros em suas atitudes. A maioria dos torcedores do Imortal merecem sofrer durante 10 anos sem títulos, fazem por onde. Os gremistas confundiram o apoiar sempre do jogo com ser babaca e sempre achar que vamos vencer, vamos patrolar e etc.

A verdade é que a cada ano que passa o Grêmio se torna cada vez mais um Peñarol da vida, grande clube a 20 anos atrás, mas hoje um decadente que não impõe medo nem a um clube boliviano. E a torcida? A torcida está ocupada chamando de corneta os torcedores sensatos que sabem que a coisa não está boa, que sabem que o time não é bom, que sabem que é inevitável uma eliminação com esse elenco incompleto que temos.

Cadê o jogador para o lugar do Jonas???? Será que ninguém vê nossa necessidade mortal de um jogador para a posição? Se não tem dinheiro para comprar não adianta trazer Escudero e Rodolfo como se fossem grandes contratações, se vai gastar, gasta com tudo que precisa e não fica enrolando o torcedor que ainda espera um homem de frente para fazer os gols que Borges perde.

O torcedor modinha, os pós Tcheco, que não sabem o que é uma verdadeira SELEÇÃO como o nosso time de 1995, acham que está tudo bem, que dá para ganhar tranquilo, porque somos copeiros e imortais. Tá na hora de cair na real, imortalidade não ganha título sozinha,  ela se manifesta quando menos se espera, mas, como em 2010 contra o Santos, não ganha todos os jogos necessários para ser um CAMPEÃO.

O novo Peñarol é bem o que nos tornamos, mas os aurinegros têm algumas Libertadores e alguns Mundiais a mais. Como o clube uruguaio, perdemos para qualquer um, não somos mais respeitados e temos de ouvir cada vez mais "olés" de torcedores de clubes cada vez menores. PARA E PENSA GREMISTA, ESSE TIME É DIGNO DE SE CHAMAR GRÊMIO?


FICHA TÉCNICA
ORIENTE PETROLERO 3 X 0 GRÊMIO

Local: Estádio Ramon Aguilera, em Santa Cruz dela Sierra (Bolívia)
Data: 14 de abril de 2011, quinta-feira
Horário: 22h40 (de Brasília)
Árbitro:
Omar Ponce (Equador)
Assistentes: Juan Cedeño e Christian Lescano (ambos do Equador)
Cartão amarelo: Fábio Rochemback (Grêmio);
Cartão vermelho: Rodolfo (Grêmio);
GOLS: ORIENTE PETROLERO: Fernández, aos 5, Saucedo aos 30, e Arce aos 34 minutos do segundo tempo;
ORIENTE PETROLERO: Michael Etulian; Miguel Hoyos, Alejando Caamaño, Alejandro Schiapparelli e Luis Gutiérrez; Diego Terrazas, Fernando Saucedo, Walter Veizaga (Campos) e Marcelo Aguirre; Nicolás Fernández (Peña) e Juan Carlos Arce (Meleán)
Técnico: Cuffaro Russo

GRÊMIO: Victor; Mário Fernandes (Diego Clementino), Rafael Marques, Rodolfo e Bruno Collaço (Fernando); Fábio Rochemback, Adilson (Vinícius Pacheco), Lúcio e Gabriel; Escudero e Borges
Técnico: Renato Gaúcho





Vídeo:

0 comentários:

Postar um comentário

Web Page Traffic Counters

Visitantes desde 26/11/2011