30/10/2011

BR'11: Ronaldinho Carioca aprendeu a lição, com toda certeza

A torcida do Grêmio lotou o Estádio Olímpico para o “jogo da vingança” contra o Flamengo de Ronaldinho Carioca e festejou em alto estilo. O Grêmio saiu perdendo por 2 a 0 e conseguiu uma virada épica para 4 a 2. Uma vitória com a cara do Imortal, vaias ensurdecedoras em um momento talvez inédito no futebol brasileiro e um dos poucos no futebol mundial.

A torcida gremista queria mesmo mostrar o que era ser chamado de gaúcho, cantou o Hino da República Rio-Grandense em uma só voz, além do tradicional "Ah! Eu sou Gaúcho!". Estava claro que, mesmo sendo um hábito, a manifestação estava endereçada ao ex-gaúcho.


Primeiro tempo

Foto: Roberto Vinicius/Futura Press
O Flamengo começou a partida no ataque e logo no primeiro minuto, o vaiado Ronaldinho Traira deu um passe de calcanhar para Deivid, mas a zaga cortou. Logo depois, Thomas foi derrubado na entrada da área. Ronaldinho cobrou, Victor tocou na bola que ainda se chocou com a trave dando grande susto na torcida gremista.

A resposta do tricolor aconteceu aos cinco minutos em chute de Douglas que Felipe defendeu parcialmente e a defesa carioca aliviou. Aos sete minutos, Douglas bateu falta e Felipe defendeu sem muita dificuldade. Aos 11 minutos, Deivid tabela com Ronaldinho Pilantra e recebe grande passe na cara do gol, mas chuta para fora.

A partida continuou movimentada e aos 15 minutos, Júnior César derrubou André Lima na entrada da área. Marquinhos cobrou forte, mas a bola bateu em André Lima e saiu. O time gaúcho aumentou a pressão e Douglas, aos 19 minutos, obrigou Felipe a uma grande defesa, depois de driblar Leonardo Moura e chutar com violência. A resposta do time carioca foi rápida. Ronaldinho Mercenário foi lançado na área, driblou Fernando, mas foi bloqueado por Gilberto Silva, na entrada da pequena área, na hora da conclusão.

Aos 23 minutos o Flamengo marcou o primeiro gol. Thiago Neves lançou Deivid que se aproveitou do escorregão de Rafael Marques para entrar na área e chutar no canto direito de Victor. O gol deixou o Grêmio desnorteado e o Flamengo, comandado por Ronaldinho, seguia criando situações de perigo. Aos 30 minutos, Deivid entrou pela direita, passou pelo goleiro Victor, mas perdeu o ângulo e seu cruzamento acabou desviado pelo goleiro gremista para escanteio. No minuto seguinte foi a vez de Thomas descobrir o zagueiro Welinton livre na área, mas o chute saiu muito torto.

Foto: Roberto Vinicius/Futura Press
O domínio da equipe carioca acabou resultando no segundo gol aos 34 minutos. Junior Cesar cruzou da esquerda, Leonardo Moura recebeu do outro lado e rolou para Thiago Neves que bateu de primeira. A bola desviou em Fernando e enganou o goleiro Victor. O time carioca aproveitava os espaços concedidos pelo Grêmio para criar jogadas em velocidade. Aos 39, Junior Cesar cruzou. Leonardo Moura ajeitou e Thomas exigiu grande defesa do goleiro gaúcho.

Quando tudo indicava que o Flamengo manteria a vantagem de dois gols, o Grêmio marcou aos 41 minutos. Mário Fernandes lançou André Lima que mesmo marcado por Welinton, conseguiu bater cruzado e colocar no canto direito de Felipe, explode torcida tricolor!. O Grêmio teve a chance de empatar aos 44 minutos em chute de Douglas que obrigou Felipe a uma grande defesa, foi "só" para um primeiro tempo emocionante.


Segundo tempo

Foto: Roberto Vinicius/Futura Press
A segunda etapa é que foi de enfartar. O Imortal voltou para o segundo tempo com Gilberto Silva na zaga já que o técnico Celso Roth optou por tirar o zagueiro Saimon que estava pendurado e colocou o volante Adilson para fechar o meio. E aos cinco minutos, o time gremista chegou ao empate, André Lima recebeu na intermediária, meteu a bola entre as pernas de Renato Abreu e chutou rasteiro no canto esquerdo de Felipe, era tudo que a nação azul queria. O inferno de Ronaldinho Mercenário estava apenas começando.

O time da casa se animou com o empate e aumentou a pressão. Preocupado, Vanderlei Luxemburgo trocou o meia Thomas pelo volante Muralha numa tentativa de dar proteção aos zagueiros. Aos 14 minutos, o Flamengo chegou com perigo pela primeira vez na segunda etapa em cobrança de falta de Renato Abreu que passou à esquerda do gol de Victor.

A partida caiu de ritmo, principalmente porque os dois times passavam a errar muitos passes. No Flamengo, Ronaldinho Traíra se mostrava discreto, participando pouco do jogo. Aos 21 minutos, Victor teve que sair do gol para evitar que Deivid chegasse na bola enfiada por Muralha.

Foto: Roberto Vinicius/Futura Press
Aos 30 minutos, o Grêmio perdeu uma chance incrível para marcar o terceiro gol. Leonardo Moura falhou ao tentar dominar a bola, Escudero entrou livre e chutou, Felipe defendeu parcialmente e Escudero, sem ângulo, tentou a conclusão, mas chutou nas redes pelo lado de fora. Mas 4 minutos depois o Grêmio marcou o terceiro, Douglas recebeu no bico direito da grande área, se livrou de Júnior César e bateu cruzado no canto direito de Felipe para delírio da torcida gaúcha.

E o Grêmio selou a sorte da partida ao marcar o quarto gol aos 38 minutos em bela jogada de Miralles. O argentino dominou a bola fora da área e mandou de curva sem chance para Felipe. Nos minutos finais, o Grêmio apenas administrou o resultado enquanto o a torcida gritava olé e festejava a vitória contra Ronaldinho Carioca, era tudo que queríamos, tiramos o doce da boca do Dentuço, da melhor forma, com a melhor vitória que poderíamos ter tido.



FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 4 x 2 FLAMENGO

Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS)
Data: 30 de outubro de 2011, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Evandro Rogério Roman (Fifa-PR)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG) e Bruno Boschilia (PR)
Cartões amarelos: Saimon, Douglas, Adilson, Fernando, Bruno Collaço – Grêmio; Júnior César, Ronaldinho Carioca, Renato Abreu – Flamengo
Gols: GRÊMIO – André Lima aos 41 minutos do primeiro tempo e cinco minutos do segundo tempo; Douglas aos 34 e Miralles aos 39 minutos do segundo tempo; FLAMENGO – Deivid aos 13 e Thiago Neves aos 34 minutos do primeiro tempo
GRÊMIO: Victor; Mário Fernandes, Saimon (Adilson), Rafael Marques e Julio Cesar (Bruno Collaço); Fernando, Gilberto Silva, Douglas, Marquinhos e Escudero (Miralles); André Lima.
Técnico: Celso Roth
FLAMENGO: Felipe; Leonardo Moura, Alex Silva, Welinton e Junior Cesar; Aírton, Renato Abreu, Thomas (Muralha) e Thiago Neves; Ronaldinho Pilantra e Deivid (Diego Maurício).
Técnico: Vanderlei Luxemburgo


Resultado\ Próximo jogo

Com a vitória, o Imortal subiu para 46 pontos e agora ocupa a nona posição na tabela. Nossa próxima partida é dia 5 de novembro, em Sete Lagoas, Minas Gerais, contra o Atlético Mineiro. Com uma vitória podemos voltar, quem sabe, para campeonato.



Vídeos:





0 comentários:

Postar um comentário

Web Page Traffic Counters

Visitantes desde 26/11/2011