01/11/2010

A busca pelo equilíbrio financeiro

Achei uma notíciado jornal Correio do povo super interressante, confira:
Fonte: Correio do Povo


Grêmio busca equilíbrio financeiro na gestão Paulo Odone
Missão do clube será formar um time competitivo a custo reduzido



Foto: Mauro Schaefer/CP Memória

Os próximos anos serão de grandes desafios para o Grêmio e o futuro presidente Paulo Odone. Assim como foi na gestão Duda Kroeff, a missão é encontrar o equilíbrio necessário para formar um time competitivo e ao mesmo tempo reduzir os gastos. Não somente porque estará em andamento a construção da Arena, tão sonhada pelos torcedores gremistas, como também pela proximidade da Copa do Mundo em 2014 e das Olimpíadas no Brasil em 2016, que devem descarregar em todo o País caminhões de dinheiro.

 Nessa perspectiva, resta saber como os grandes clubes, e o Grêmio entre eles, irão comportar-se com uma injeção significativa de valores frente à torcida que, invariavelmente, cobra títulos. Investir somente em futebol, ainda que isso gere resultado dentro de campo, não corresponde necessariamente a uma vida saudável da porta da tesouraria para dentro.

 Perto de passar o bastão para Odone, a gestão Duda Kroeff empenha-se em lembrar alguns dos projetos tocados ao longo dos últimos dois anos, quando foi criticada por parte da torcida pela falta de títulos importantes. Também fora de campo, o clube espera a definição sobre a permanência ou não de Renato para traçar estratégias de marketing que utilizem o ídolo como chamariz.


Condomínio caiu para R$ 7 milhões

A negociação do contrato da TV a partir do Brasileirão de 2011 agita os bastidores do futebol. A expectativa é de que, em virtude da concorrência Globo e Record, os valores vão aumentar. A se confirmar isso, o Grêmio torna-se mais capaz do que é hoje para dizimar o que resta do condomínio de credores, considerada a segunda folha salarial no clube. O vice de finanças, Irany Sant''Ana, revela que a direção assumiu tendo dívidas de R$ 30 milhões e agora entrega com R$ 7 milhões.

 No quadro social, segundo o vice presidente, Marcos Herrmann, são 53 mil sócios em dia, ou R$ 2 milhões e 100 mil a cada 30 dias pingando nos cofres do clube.

0 comentários:

Postar um comentário

Web Page Traffic Counters

Visitantes desde 26/11/2011