16/08/2010

BR'10: Hora de decolar



O técnico Renato Gaúcho deu a idéia de Grêmio que pretende implantar. Com a vitória e o bom jogo contra o time goiano o técnico afirmou que o clube é um avião que decolou e não pode voltar mais, filosofias à parte, o Imortal demonstrou evolução, contra o mesmo time, no mesmo estádio, o jogo foi completamente diferente, isso é que importa.


Primeiro tempo

O Grêmio iniciou o jogo com cara de que faria a primeira vitória pós Copa Sul-Americana. O resultado na competição continental era de arrepiar, não pela eliminação (fato que se repetiu desde que o Grêmio participou da primeira edição da taça), mas pela atuação indígna de um clube da nossa grandeza.

Foto: Terra Esportes
Logo no primeiro minuto Willian Magrão já levava perigo à área esmeraldina, o susto inicial era apenas uma provinha do que viria pela frente. Em cobranças de falta o Grêmio fazia pressão, cada vez mais e mais, o Goiás não conseguia jogar. Aos 7 minutos, um lance de perigo para os visitantes, Souza cobrou uma falta, quase abrindo o placar.

Aos 21, Souza novamente fez uma grande jogada, passando por três adversários e tocando para o gol, mas Valmir tirou no ato final. Na bola parada, aos 32 minutos, Douglas acertou a trave e, no rebote, Magrão estufou a rede. O Goiás sentiu o gol, enquanto o Grêmio jogava com a bola no pé até o fim do primeiro tempo.


Segundo tempo

Na volta o Grêmio continuou melhor, marcando bem e com o ataque tinindo. Era questão de tempo para que o segundo gol estufasse a rede adversária, era outro Imortal, diferente daquele que jogará dias antes no mesmo templo, contra o mesmo adversário.

Foto: Terra Esportes
Aos 18 minutos, a superioridade do Grêmio alterou o resultado novamente. Em uma cobrança de falta de Douglas na cabeça de Willian Magrão, o volante concluiu novamente para as redes (nome do jogo). Quem sabe Renato consiga a difícil tarefa de recuperar William Magrão, grande destaque tricolor de 2008.
Após o segundo gol a vitória era só questão de tempo, o Grêmio controlou o jogo e o Goiás não esboçou nenhuma chance clara de mudar o resultado, quem sabe esteja encaminhando seu rebaixamento, aquele que o Tricolor Gaúcho livrou-o no passado distante.



FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 2 X 0 GOIÁS
Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS)
Data: 15 de agosto de 2010, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: José Henrique de Carvalho (SP)
Assistentes: Kléber Lúcio Gil (SC) e Guilherme Dias Camilo (MG)
Público: 11.469 pagantes
Renda: R$ 162.588,50
Cartões amarelos: Edilson e Leandro (Grêmio); Bernardo, Valmir Lucas, Rafael Tolói e Amaral (Goiás) Gols: GRÊMIO: Willian Magrão, aos 32 do primeiro tempo e aos 19 do segundo tempo.
GRÊMIO: Victor; Ozeia, Rafael Marques e Neuton; Edilson (Borges), Ferdinando, Willian Magrão, Douglas (Fernando), Souza (Leandro) e Fábio Santos; Jonas
Técnico: Renato Gaúcho
GOIÁS: Harlei; Wendel Santos, Rafael Tolói, Valmir Lucas e Júnior; Wellington Monteiro (Romerito), Amaral, Jonílson e Bernardo (Felipe); Everton Santos (Otacílio Neto) e Pedrão
Técnico: Emerson Leão


Resultado\ Próximo jogo

Com o resultado o Grêmio foi a 15 pontos e saiu da zona de rebaixamento ocupado a 15º posição. Nossa próxima partida é contra o Ceará, no Castelão, dia 15 de agosto.



Vídeo:

0 comentários:

Postar um comentário

Web Page Traffic Counters

Visitantes desde 26/11/2011