13/08/2010

SULA'10: Assustador e vergonhoso


Nada mais, nada a menos do que medo e vergonha é o que sentimos do que se tornou o Grêmio de 2010. Ontem a noite perdemos para um clube cem vezes menor do que nós, com um elenco inferior, uma história sem um título de expressão, que a todos os anos esta beirando o Z4 e, pior, no Olímpico.


Primeiro tempo

O Goiás saiu para o ataque logo nos primeiros minutos de jogo e, aos 8 do primeiro tempo, já havia marcado um gol. Amaral em um cruzamento certeiro abriu o marcador para o esmeraldino, parecia reversível, o Grêmio não jogava totalmente mal e tinha qualidade para virar.

Foto: Terra Esportes
O time estava com tempo de sobra para empatar o jogo, mas o pós Silas (que irá nos seguir ainda por um bom tempo) fez com que o time não tivesse vontade de jogar. Douglas estava mais disposto do que o habitual, mas ainda não era o bastante.

O primeiro tempo foi um emaranhado de passes errados e descuidos, não se via futebol por parte do Tricolor, era agonizante, despretencioso, irresponsável e qualquer outro adjetivo fatal no futebol. O Tricolor pedia insistentemente para ser derrotado.


Segundo tempo
No intervalo, Renato deu uma injeção de ânimo ao time, voltamos ofensivos e criando várias chances de gols, mas os erros persistiam e o resultado nos eliminava. A situação de estar sendo eliminado aumentava a ansiedade e os erros e a vontade de vencer cada vez mais atrapalhava do que ajudava.

Foto: Terra Esportes
Aos 31 minutos veio aquilo que se esperava desde os 8 minutos, o empate. Em uma bola tirada da área do Goiás, André Lima mandou de cabeça para o gol. Até ai seria tudo bem, mas o árbitro Paulo César de Oliveira anulou o gol legal, alegando erroneamente o impedimento do lance.

Depois de ser roubado, o Imortal tentou, mas a frustação tomou conta e o Goiás ainda teve tempo de marcar mais um com Everton Santos aos 43, o que iria para os pênaltis acabou se transformando em mais uma derrota, mais uma elminação na Sul-Americana, competição que, definitivamente, não tem a cara do Grêmio. Eliminados do último título possível em 2010, mais um ano nós teremos de nos contentar com um Campeonato Gaúcho e ainda nos preocupar com o rebaixamento.


FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 0 x 2 GOIÁS

Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS)
Data: 12 de agosto de 2010, quinta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Paulo César Oliveira (Fifa-SP)
Assistentes: Ednílson Corona (Fifa-SP) e Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP)
Público: 14.260
Renda: R$ 201.420,00
Cartões amarelos: Willian Magrão, Neuton e Edilson (Grêmio); Rafael Moura e Wendel Santos (Goiás)
Gols:
GOIÁS: Amaral aos 8 minutos do primeiro tempo e Everton Santos aos 44 minutos do segundo tempo
GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edilson, Rafael Marques, Neuton e Fábio Santos; Ferdinando, Willian Magrão, Maylson (Hugo), Douglas (André Lima) e Souza (Roberson); Jonas.
Técnico: Renato Gaúcho
GOIÁS: Harlei; Wendel Santos, Ernando, Rafael Tolói e Júnior (Marcão); Wellington Monteiro, Amaral, Jonílson e Bernardo (Rithiely); Everton Santos e Rafael Moura.
Técnico: Emerson Leão


Próximo jogo

Nosso próximo jogo é novamente contra o Goiás, dessa vez pelo Campeonato Brasileiro e no estádio Olímpico. Não há espaços para os mesmos erros desse jogo, precisamos evitar o terceiro rebaixamento, para não acabar virando sócios da Segunda Divisão.



Vídeo:

0 comentários:

Postar um comentário

Web Page Traffic Counters

Visitantes desde 26/11/2011