23/09/2011

BR'11: Fim de 16 anos de invencibilidade

Depois de perder pela primeira vez em casa em estréias no Campeonato Brasileiro em toda história da competição, o Grêmio conseguiu quebrar mais um tabu, negativamente, perdendo para o Botafogo dentro de seus domínios depois de 16 anos de invencibilidade. A derrota se soma a última sofrida na goleada sofrida contra o Vasco e interrompe a reação da equipe na competição, resta agora buscar os pontos perdidos contra o Avaí fora de casa.


Primeiro tempo

Foto: Roberto Vinícius/Futura Press
Os gremistas começaram o jogo envolvendo o adversário, com mais posse de bola. Faltava, porém, qualidade na hora da definição. O goleiro botafoguense Jefferson, apesar de bastante exigido, não precisou realizar nenhuma grande defesa à medida em que os atacantes rivais chutavam fraco ou sem direção.

Na melhor chance do primeiro tempo, aos 21 minutos, Jefferson pôde apenas torcer para não ser vazado: Rochemback pegou rebote do arqueiro e pegou de primeira, com efeito. A bola passou raspando na trave e saiu. Depois, aos 33 minutos, o time tricolor chegou com perigo outra vez. Depois de uma ótima jogada pela esquerda, André Lima recebeu de cabeça e escorou para o gol, mas não acertou o alvo.

Apenas aos 43 minutos, o Botafogo finalizou pela primeira vez, quando Elkeson chutou cruzado da meia esquerda, sem assustar Victor.  Embora muito superior durante todo o primeiro tempo, o Grêmio não conseguiu abrir o placar. Na última boa chance antes do intervalo, Douglas chutou na barreira uma cobrança de falta frontal, a dois passos da grande área.


Segundo tempo

Foto: Roberto Vinícius/Futura Press
Assumindo claramente uma postura defensiva e tentando preservar jogadores que já tinham cartão amarelo, Caio Júnior realizou duas substituições logo no início da segunda etapa: Lucas e Herrera, já advertidos pelo juiz, deram lugar para Alessandro e Felipe Menezes. O panorama da partida seguiu o mesmo. O Botafogo se recuava e o Grêmio trocava passes para procurar espaços na retranca adversária, sem sucesso.

Empurrado pela torcida, o time de Celso Roth assumiu a estratégia de chutar de longe. Aos 14 minutos, Fernando encaixou belo chute da intermediária e Jefferson se esticou todo para a defesa. Não era mais do que isso, o time parecia sem forças para chegar na área adversária.

Após um tempo segurando a pressão gremista, o Botafogo, que praticamente não atacou até então, abriu o placar em um lance de contra-ataque. Aos 20 minutos, Maicosuel fez bela jogada pessoal e rolou para Loco Abreu, que bateu cruzado para o fundo das redes. O Grêmio se lançou ao ataque e criou chances de empatar, mas a defesa segura carioca assegurou os três pontos. 


FICHA TÉCNICA:
GRÊMIO 0 X 1 BOTAFOGO

Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS)
Data: 22 de setembro de 2011, quinta-feira
Horário: 20h30 (de Brasília)
Renda: R$ 239.410,50
Público: 17.324 pagantes
Árbitro: Alício Pena Júnior (MG)
Auxiliares: Helberth Andrade (MG) e Kleber Lúcio Gil (SC)
Cartões amarelos: Fernando e André Lima (Grêmio); Lucas, Herrera e Jéfferson (Botafogo)
GOL: BOTAFOGO: Loco Abreu, aos 21 minutos do segundo tempo;
GRÊMIO: Victor; Mário Fernandes, Rafael Marques, Edcarlos e Bruno Collaço; Fernando (Gilberto Silva), Fábio Rochemback, Marquinhos (Miralles), Douglas e Escudero; André Lima (Brandão)
Técnico: Celso Roth
BOTAFOGO: Jéfferson; Lucas (Alessandro), Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Cortês; Lucas Zen, Renato, Elkeson e Maicosuel (Éverton); Herrera (Felipe Menezes) e Loco Abreu
Técnico: Caio Junior


Resultado\ Próximo jogo

O Grêmio termina a rodada na desconfortável 13ª colocação, com 30 pontos, a cinco do Atlético-MG, clube melhor colocado da zona do rebaixamento. Na próxima rodada,  jogando na Ressacada, em Florianópolis, o Grêmio terá o Avaí pela frente.



Vídeo:


0 comentários:

Postar um comentário

Web Page Traffic Counters

Visitantes desde 26/11/2011