20/05/2010

CBR'10: Dois Grêmios, duas partidas


Foi um resultado difícil, todos imaginavam que o Grêmio pudesse repetir a Alma Castelhana do jogo anterior, de superação, raça e qualidade. No começo de jogo o coração tricolor bateu mais forte, com o Grêmio dominando e criando diversas chances de abrir o placar parecia que o Santos estava jogando no Olímpico.

Com uma marcação eficiente, um contra-ataque fulminante, o Grêmio criou diversas chances, obrigando o todo ofensivo Santos a recuar para a defesa. Mas segundo tempo foi tudo aquilo que nós não esperávamos, o Grêmio começou igual, mas o Santos, graças ao brilhantismo de Ganso, voltou destrutivo, nos amedrontamos e acabamos com o penta adiado.


Primeiro tempo

O Grêmio tomou conta, pelo menos é isso que podemos dizer de boa parte do primeiro tempo na Vila Belmiro. Com força de quem joga em casa, o Tricolor atacou o adversário, levando perigo e boas chances de abrir o marcador logo nos minutos iniciais. Mesmo com o time desfalcado criamos, mas pecamos principalmente nas finalizações.

Foto: Miguel Schincariol, Lancepress
Apesar da pressão, o Santos resistia as investidas dos gaúchos, tentando de tempos em tempos sair para o ataque. Atacando principalmente pela direita com Jonas, os gremistas viam com expectativa as chances serem desperdiçadas. A melhor chance foi, um pênalti de Edu Dracena sobre Jonas, mas, como é de costume, a arbitragem "ignorou" o lance, prejudicando imensamente os gaúchos.

Nome da partida, Borges concentrou grande parte dos lances de perigo para o Imortal, obrigando Felipe a defesas difíceis. Do lado santista Neymar, Ganso e Robinho buscavam deixar os paulistas vivos em campo, mesmo melhor, os tricolores tinham no medo de sofrer o gol, na falta de pontaria de seus atacantes e, principalmente, no erro grosseiro da arbitragem os grandes empecilhos que determinaram o empate no final do primeiro tempo.


Segundo tempo

Se no primeiro tempo empolgamos, nos segundo decepcionamos. Dois Grêmios completamente distintos, o GRÊMIO do primeiro tempo era o finalista da Copa do Brasil, o grêmio do segundo era o 3º colocado na competição nacional. Silas não conseguiu manter o ritmo da equipe, pecou demorando em fazer substituições, cavou a cova tricolor.

Foto: Miguel Schincariol, Lancepress
Melhor, o Santos não demorou muito para sair na frente, logo aos 6 minutos os paulistas comemoravam o primeiro gol do verdadeiro craque santista. O meia Ganso em um lance que parecia despretensioso que chutou forte da intermediária, gol de craque.

O gol apagou a equipe gaúcha, o meio campo estava inativo, a facilidade santista em chegar a defesa era gritante, pouco podia-se fazer. Foi nesta situação que Robinho fez o segundo dos donos da casa aos 24 minutos, aproveitou-se de mais uma falha grosseira do goleiro Victor para encobriu. Santos 2x0 Grêmio.

Foi o balançar das redes no segundo gol que fez os gremistas acordarem, aos 28 minutos. Douglas alçou a bola para dentro da área, o goleiro Felipe errou e Rafa Marques entrou firme para mandar no fundo das redes descontando. Era um sopro de vida na partida.

Foto: Miguel Schincariol, Lancepress
Precisando do resultado Silas fez substituições ofensivas, mas sem qualidade, colocou o baderneiro Leandro e o pereba William. Com as modificações a defesa ficou desprotegida e, como o ataque era deficitário, o time conseguiu piorar. Aproveitando o bom momento, aos 41 minutos Wesley, saiu com facilidade de Victor que conseguiu errar mais uma saída, e mandou para o gol classificando os paulistas. Pela primeira vez, o mediando CLUBE do Santos, com um TIME de encher os olhos, chega a uma final de Copa do Brasil, aquela que chegamos 7 vezes e levamos 4.



SANTOS 3 X 1 GRÊMIO
Data: 19/05/2010, quarta-feira
Local: estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (Fifa-RJ)
Auxiliares: Hilton Moutinho Rodrigues e Dibert Pedrosa Moises (ambos Fifa-RJ
Público: 13.896 pagantes
Renda: R$ 592.975,00
Cartões amarelos: Léo, Rodriguinho (Santos); Ozéia, Hugo, Rafael Marques, Victor, Edílson, Willian Magrão, Willian (Grêmio)
Cartões vermelhos: Jonas e Rafael Marques (Grêmio); Edu Dracena (Santos)
Gols: Ganso (Santos) aos 6min, Robinho (Santos), aos 24min, Rafael Marques (Grêmio) aos 29min e Wesley (Santos) aos 40min do segundo tempo
SANTOS: Felipe; Pará, Edu Dracena, Durval e Léo; Rodriguinho, Wesley e Paulo Henrique Ganso; Neymar (Madson), Robinho (Bruno Aguiar) e André (Marcel)
Técnico: Dorival Jr.
GRÊMIO: Victor; Edílson, Ozeia, Rafael Marques e Joílson; Adílson, Willian Magrão (William), Hugo (Leandro) e Douglas; Jonas e Borges
Técnico: Silas


Resultado/ Próximo jogo

A derrota eliminou o Grêmio da Copa do Brasil, acabamos no terceiro lugar. Com o Campeonato Gaúcho finalizado e a Copa do Brasil perdida, voltamos nossos olhos para o Campeonato Brasileiro, quem sabe o grande Imortal do primeiro semestre chegue no segundo disputando o título nacional.

Nossa próxima partida é pelo Brasileirão. O jogo será contra o Palmeiras no último jogo dos paulistas no Palestra Itália (que será demolido para a construção da Arena Palestra), dia 22 de maio, sábado, às 18h30min. Precisamos vencer para, desde logo, ficar longe da zona do rebaixamento, o que dará mais tranquilidade para a disputa da competição nacional e para a tentativa da conquista do Copa Sul-Americana.




Vídeo:


0 comentários:

Postar um comentário

Web Page Traffic Counters

Visitantes desde 26/11/2011