14/01/2012

MATUTANDO: Zaga, circo dos horrores


Pelo jeito é isso. Depois de esperar alguns dias sem novidades em reforços parece que tudo se encaminha para o final. O pior de começar a contratar antes é terminar cedo também, a zaga segue sem reforços, isso porque não houve alteração do status quo do setor, apenas apostas que PODEM dar certo, mas que tem GRANDES CHANCES de demorarem até começar a fazer efeito.

Já tivemos grandes exemplos de apostas no Olímpico, desde as gestões passadas até essa. Algumas dão certo, mas outras são deficitárias. Um exemplo de aposta recente é Junior Viçosa, deficitário demais para ser titular e, a meu ver, reserva imediato também.

A "bola da vez" fica para Douglas Grolli que, segundo relatos de catarinas, é um jogador ao estilo Paulão (zagueiro que atuou no Imortal a pouco tempo). Adorado pela maioria dos gremistas já acostumados com times medíocres, Paulão fazia um papel que deixava o futebol gremista ainda mais feio e indesejado, fazia faltas displicentes perto do gol e não sabia desarmar um adversário, apelava para os malditos chutões para fora da área que muitas vezes devolviam a bola nos pés do adversário, horrível.

Felipe Nunes é outra aposta, menos acreditado no setor, mas utilizado pela imprensa isenta para "encher a boca" na hora de dizer, como se fosse algo ótimo, que o Grêmio contratou oito jogadores. Depois do garoto ainda temos Sorondo, a primeira aposta da Direção que deu errado, vai ficar de molho por mais uns meses, quem sabe volte bem ou também pode acabar mais uma vez lesionado.

A reposição para a zaga com a lesão de Sorondo foi Naldo, jogador que estava atuando no Cruzeiro que quase foi rebaixado, em um dos anos mais vergonhosos do clube celeste no Brasileirão. A situação do clube mineiro só reforça a mentalidade das contratações da zaga do Tricolor, mais uma aposta.

Pelo que aparenta, agora Vilson retorna, ex-reserva do Vitória, o defensor estava escondido na temporada passada, nunca foi unanimidade, não só por suas visíveis limitações técnicas, mas também pela sua oscilação entre uma partida e outra. Não é mais uma aposta, mas uma certeza de que fará pouco para as pretensões da equipe no ano.

Temos também o lado bom da história, mas mesmo esse deve ser visto por dois ângulos. A zaga tem Saimon, um jogador de muita qualidade, mas que precisará mudar em muitos aspectos. O defensor é inexperiente e, como aconteceu em um dos Gre-Nais do ano passado e no jogo contra o Flamengo no Olímpico, não consegue separar futebol de rivalidade, apelando algumas vezes para as faltas que podem custar vitórias.

Douglas Grolli, Felipe Nunes, Sorondo e Naldo, apostas. Saimon é de qualidade, mas precisa melhorar para ser um titular seguro, algo que precisamos para um ano vitorioso. Vilson é um jogador limitado. Esse é o resumo da zaga de um time que quer ser campeão do Gauchão, da Sul-Americana e da Copa do Brasil, sendo as duas últimas competições que um erro significa eliminação, não é muito pouco?

0 comentários:

Postar um comentário

Web Page Traffic Counters

Visitantes desde 26/11/2011