30/09/2010

BR'10: Humilhamos o São Paulo



Tudo muda mesmo, a pouco tempo estávamos amargando o Z4 e agora goleando o tricampeão mundial. Tudo bem que o São Paulo não esta no melhor ano, mas será sempre o São Paulo. A vitória consolida um trabalho que foi contestado ou no mínimo duvidado por nós, o de Renato Portaluppi.



Primeiro tempo

Quem dera o primeiro tempo do Imortal ontem fosse sempre assim, dominamos o tricolor paulista e revivemos o Grêmio dos anos 90, que sufocava o adversário no seu campo defensivo deixando-o com um pavor sobrenatural.

O time estava desfalcado, mas demonstrou força. Logo aos 16 minutos, Lúcio recebeu de Jonas na cara do gol, mas não conseguiu passar por Rogério Ceni. Aos 28 minutos, Jonas perdeu outra grande oportunidade dentro da área.
Foto: Terra Esportes
O Grêmio não parava de apavorar o São Paulo que nada conseguia fazer para reagir. Aos 30 minutos, Lúcio cobrou escanteio, Paulão escorou de cabeça para Jonas que tocou André Lima fazer 1 a 0 para o Imortal. Depois do gol continuamos no mesmo ritmo e, aos 40 minutos, André Lima marcou o segundo. Em uma cobrança de falta, Edilson mandou para o centroavante estufar as redes.


Foto: Terra Esportes
Uns minutos depois do gol, em mais uma das roubadas descaradas em favor de times do "eixo do mal", o árbitro Ricardo Ribeiro marcou pênaliti inexistente para o Sampa. Marlos atirou-se no chão depois de passar por Gilson e Paulão. Rogério Ceni cobrou e marcou o primeiro dos paulistas.

Segundo tempo

Voltamos para a segunda etapa mandando, mesmo com o resultado injusto pela ladroagem da arbitragem, mas aos 7 minutos Cleber Santana cruzou para Marlos que chutou no canto de Victor. Partida injustamente empatada.

Foto: Terra Esportes
Depois do gol o jogo equilibrou, o Grêmio não sufocava mais os paulistas e eles, por sua vez, não estavam mais tão apavorados, mas deveriam. Aos 22 minutos, o juiz se redimiu, ou melhor, foi justo e marcou um pênalti claro para o Grêmio. Jonas cruzou da direita, Cleber Santana colocou a mão. O atacante foi para a cobrança e eu me desesperei, pois o mesmo já tinha perdido outras cobranças importantíssimas. O gremista, todavia, chutou forte no canto e marcou. Foi para calar minha boca!
Foto: Terra Esportes
Aos 29 minutos, Lúcio, que foi muito bem na partida (muito melhor mesmo que Fábio Santos) chutou contra o gol, Ceni falhou e largou a bola e, como não é bobo, Diego Clementino (que recem tinha entrado e em sua estreia) chutou para fazer o quarto do Imortal. Com o placar definido estávamos mais perto do quinto gol do que eles do terceiro. Grande vitória!



FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 4 x 2 SÃO PAULO

Local:  Estádio Olímpico, Porto Alegre (RS)
Data: 29 de setembro de 2010, quarta-feira
Horário: 22h (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG)
Auxiliares: Helbert Costa Andrade e Jair Albano Félix (ambos de MG)
Público: 25.322 espectadores
Renda: R$ 317.277,50
Cartões amarelos: Paulão, André Lima, Vilson, Douglas e Rafael Marques (Grêmio); Alex Silva, Xandão, Casemiro e Cléber Santana (São Paulo)
Cartão vermelho: Alex Silva (São Paulo)
Gols:
GRÊMIO: André Lima, aos 29 e aos 39 minutos do primeiro tempo; Jonas, de pênalti, aos 23 minutos do segundo tempo; Diego Clementino, aos 28 minutos do segundo tempo
SÃO PAULO: Rogério Ceni, de pênalti, aos 42 minutos do primeiro tempo; Marlos, aos 6 minutos do segundo tempo
GRÊMIO: Victor; Edilson, Paulão, Rafael Marques e Gílson; Vilson, Adilson (Willian Magrão), Lúcio e Douglas (Maylson); Jonas e André Lima (Diego Clementino)
Técnico: Renato Gaúcho
SÃO PAULO: Rogério Ceni; Xandão (Bruno), Alex Silva e Miranda; Rodrigo Souto, Casemiro, Richarlyson, Lucas e Thiago Carleto (Cléber Santana); Marlos e Ricardo Oliveira
Técnico: Sérgio Baresi


Resultado/Artilharia

Com o resultado chegamos a 9ª colocação com 36 pontos, 11 a menos que o último do G3 e 10 a mais que o primeiro do Z4.

Se vencermos o Vitória, para mim o desafio mais difícil do segundo turno até então, poderemos chegar a 39 pontos e muito perto do nosso “amado” irmão Inter. Com uma vitória e tudo dando certo, ficaríamos a duas vitórias da vaga na Libertadores e a poucos pontos do lider também (não custa sonhar).

Com o gol de ontem, Jonas tem 14 gols no campeonato, 3 a mais que o segundo goleador, Bruno César.
Com o terceiro cartão amarelo, Douglas, Vilson, Rafael Marques, Paulão e André Lima não jogam a próxima. Fábio Rochemback e Borges estão no departamento médico e também não vão a campo.


Próximo jogo

Sábado, dia 2 de Outubro, às 16h00min, enfrentaremos o Vitória no estádio do Barradão na Bahia.




Vídeo:

0 comentários:

Postar um comentário

Web Page Traffic Counters

Visitantes desde 26/11/2011